pub-4556602817206729
 
  • Revista Alagoana

Com show intimista e cheio de emoção, Júnior Almeida lança ‘O Avesso da Asa do Anjo’, sexto álbum

Atualizado: 3 de dez. de 2021


Apresentação ocorreu no Teatro Deodoro e a Revista Alagoana esteve presente. Confira!



Texto de Anna Sales



“As pessoas fizeram diversas coisas durante a quarentena. Eu, por exemplo, escrevi um álbum”. Essa foi a frase dita pelo músico alagoano Júnior Almeida, antes de começar as apresentações de ‘O Avesso da Asa do Anjo’, o sexto da carreira. Idealizado durante a pandemia, o álbum mostra as dores, alegrias e angústias vividas no período, além de dar uma nova versão para algumas composições já escritas pelo artista.


O show de gravação do DVD, reservado para família, amigos e imprensa, foi resumido pelo artista como: “Decidi chamar apenas os ‘afavô’, que entendem as pausas”. Como era uma gravação, havia pausas e voltas, necessárias para que o material saia com a melhor qualidade. Mas as pausas pouco pareciam importar o público. Eram nessas horas que Júnior interagia e contava um pouco da história por trás das canções. E se tinha que voltar em alguma canção, era motivo de alegria para os ‘afavô’, que comemoravam a possibilidade de escutá-las mais uma vez.


O single escolhido pelo artista foi ‘Cheiro bom da saudade’, que já está disponível em todas as plataformas. O álbum inteiro sairá na quinta-feira, 09/12. O single mostra bem a saudade de um amor, que muitos sentiram durante o maior período de isolamento.


A banda, composta pelos músicos Dinho Zampier nos teclados, Almir Medeiros no violoncelo/sax, Fabinho Oliveira no baixo, Rudson na bateria, Felix Baygon no baixo acústico e Irê, animou e emocionou o público, além de reforçar as emoções que as letras querem passar.

As canções


Diversos momentos diferentes da quarentena serviram de inspiração para Júnior Almeida. Um momento de alegria após passar o aniversário com seus filhos, em meio ao caos que o mundo vivia, serviu de inspiração para a música “Dia feliz'', em um tom animado de reggae, que nos passa a emoção do momento.


Outra música emocionante é ‘A voz do anjo’, cantada em dupla com Jullyana Souza, que recebeu o convite para estar no disco após Júnior descobri-la em um vídeo no Instagram, onde ela cantava essa música. “Essa música estava pedindo para entrar nesse álbum. E quando eu estava na quarentena, em uma das muitas passadas pelo Instagram, me deparei com o vídeo de Jullyana cantando ‘A Voz do Anjo’. Logo, fui procurar saber quem era ela, e quando descobri fiz o convite. E aqui estamos nós hoje.”, comentou Júnior.





Há quem acredite em coincidências. E ‘O avesso da Asa do Anjo’ conta com felizes coincidências. No dia em que o artista estava com muita vontade de escrever uma música, recebeu um poema da compositora e cantora May Honorato. Este, se transformou na música ‘Da Alma’. Uma poesia do arapiraquense Zé de Quinô também se transformou em música, intitulada ‘Vento Forte’. ‘Superfície’, poema de Sarah Azevedo, também foi musicado por Júnior Almeida e se transformou em canção, que leva o mesmo nome.





Sarah conta que ter um poema musicado foi uma grata surpresa. “Me senti bastante feliz e honrada. Quanto a ouvir a música no palco, foi muito emocionante. Uma sensação completamente nova. Quanto ao show, eu achei excelente. Por ter se tratado da gravação de um DVD, acredito que era esperado algo com mais formalidade e menos fluidez. Mas a espontaneidade do Júnior deixou a gravação leve e certamente trouxe o público para perto. Além disso, as músicas ficaram lindas.”, finaliza.






90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
pub-4556602817206729