pub-4556602817206729
 
  • Revista Alagoana

Jovem escritor alagoano é um dos ganhadores do Prêmio Diversidades Literárias

Atualizado: 29 de dez. de 2020




Com apenas 19 anos de idade, o jovem escritor e colunista da Revista Alagoana Madson Costa foi um dos selecionados pelo Prêmio Diversidades Literárias, na categoria de obras inéditas, onde sua obra “Os Meninos da Parte Alta” foi uma das classificadas com nota máxima. Além disso, seu poema “Terra de Sóis” também foi classificado em 2º lugar no concurso de poesias do prêmio, no resultado preliminar.


Foto: Guilherme Jeronimo

O escritor revela que, apesar de ter sido um dos vencedores nas duas categorias em que se inscreveu, ele teve que escolher receber apenas uma das premiações, o que, de acordo com ele mesmo, o desagradou um pouco, já que seu nome não constou na resultado final do concurso de poesias, no qual ele ficou

em segundo lugar, apenas na categoria obras inéditas. Agora resta ao autor concentrar seus esforços na publicação da obra selecionada, que deve estar pronta em meados de 2021.


“Mesmo com esses pequenos detalhes, tudo que aconteceu foi muito bom. Eu não esperava conseguir tal feito nesse momento, foi a primeira premiação que participei. O resultado apenas consagra os meus esforços, que venho fazendo desde meus 17 anos” diz Madson.


Sobre “Os Meninos da Parte Alta”, o jovem escritor explica que é sua primeira produção literária individual e que a obra é muito mais que apenas um livro de poemas, ela é uma reflexão crítica acerca das condições de classe, raça e regionalidade, além de conter um manifesto literário intitulado de “O Manifesto Parte Alta” e um ensaio chamado de “Onde estão os Negros: Um olhar sobre raça e classe na cena cultural maceioense.


Já sobre o autor, ele não atua apenas no ramo da literatura, ele também dá aulas de inglês e de reforço escolar, fala quatro idiomas (francês, inglês, espanhol e português), escreve para revistas e portais de notícias e também milita pelo MUP (Movimento Por Uma Universidade Popular), na UFAL, onde é discente no curso de Letras.


O Prêmio Diversidades Literárias faz parte dos editais da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc e contemplou diversos escritores alagoanos, além de ser um dos mais importantes prêmios do ano no estado. No total, esses editais beneficiaram artistas de variados ramos, do artesanato e moda até artes visuais e educação patrimonial. Os resultados dos prêmios podem ser conferidos no Diário Oficial do Estado de Alagoas e no site da SECULT (Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas), responsável por promover os editais.


126 visualizações0 comentário
 
pub-4556602817206729