pub-4556602817206729
 
  • Revista Alagoana

Instituições se unem para promover ação humanitária em Maceió



Texto de Assessoria



Teatro da Solidão Solidária e Movimento da População em Situação de Rua (MNPR/AL) unem forças por causa humanitária. Instituições promoverão um evento no Lindoya Parque para pessoas em situação de rua.


Cidades brasileiras e grandes metrópoles da Europa, África, Estados Unidos e Japão receberão ao anoitecer de 22 de dezembro de 2021, artistas, professores, estudantes, empresários, policiais, líderes comunitários e povos originários capitaneados pelo Teatro da Solidão Solidária (TSS).


Neste dia será realizada simultaneamente, em todos os países onde o TSS está radicado, uma ação humanitária inédita. Dezenas de grupos de segmentos sociais diversos promoverão em cada cidade, a ceia de natal, um grande evento coordenado pela Rede Internacional de Arte e Cultura Solidão Solidária (RIACSS). Os acolhidos nesta ceia terão direito não só de se alimentar decentemente, mas de serem ouvidos e vistos como cidadãos e cidadãs, além de vivenciarem a amizade de novos amigos, no evento que se originou do antigo costume europeu de deixar as portas das casas abertas no dia de Natal para receber viajantes e peregrinos.


No Brasil, por exemplo, cada grupo receberá uma pessoa em situação de rua para a grande ceia de natal. Já, os outros países acolherão refugiados e imigrantes. A ceia será o ponta pé inicial para o lançamento do projeto “Meu Irmão Voltou Pra Casa” que o TSS lança no mundo.



Teatro da Solidão Solidária em Maceió


Coordenado pelo ativista em direitos humanos e presidente do Movimento Nacional de População em situação de rua, Rafael Machado e a atriz/produtora cultural e Diretora do Teatro Gigante Rua, Dinah Ferreira, o MNPR Instituição sediada em Maceió promoverá um evento no Lindoya Parque. O clube receberá dezenas de pessoas em situação de rua para um dia de lazer com direito a alimentação, banho de piscina, dentre outras atividades.

O evento, que tem a parceria do Teatro da Solidão Solidária, tem o objetivo também de acolher uma das pessoas presentes no evento para um trabalho de ressocialização durante o ano de 2022 e a sua participação no Festival Mundial de Cultura da paz, que o TSS promoverá no próximo ano. O evento registra também a criação de um núcleo do Teatro da Solidão Solidária em Maceió, coordenado pela atriz Dinah Ferreira e Rafael Machado.


Como contribuir com o TSS e o projeto em Maceió?


Qualquer pessoa poderá contribuir com o evento, comprando ingressos para entrada no parque. Com a compra de ingressos, a Instituição poderá proporcionar mais pessoas em situação de rua a ter um dia inesquecível.


O projeto também aceita doação de roupas, calçados, alimentos para o movimento e voluntários na instituição. Os artistas podem contribuir realizando apresentações. Também há a possibilidade de participar dos cursos de formações de multiplicadores, oficinas e palestras do Teatro da Solidão Solidária.


O Projeto “Meu Irmão Voltou Pra Casa”


Acompanhar durante um ano, o referido ser humano e colaborar para que o mesmo retorne para a sociedade é o objetivo maior do projeto intitulado “Meu Irmão Voltou Pra Casa” que o TSS lança no mundo.


“Voltar para casa não implica situar a palavra “Casa” como uma estrutura física que costumeiramente pensamos ao ouvir ou ler essa palavra. Voltar para casa significa voltar para si mesmo em estado pleno de cidadania, deveres e direitos. Não se trata apenas de um projeto de caridade e compaixão, mas, um projeto de cidadania em que o Teatro da Solidão Solidária se coloca como mediador pela inclusão dessas pessoas ao convívio social”, pontuou Ivan Antônio, criador do método de investigação teatral solidão solidária.


O Teatro da Solidão Solidária (TSS)


Vinte e cinco anos de uma trajetória de experiências e realizações é o que completa neste ano o Teatro da Solidão Solidária. Inicialmente, artistas utilizavam a arte como ferramenta para a inclusão social. Mas, com o passar do tempo, a rede aumentou e com isso, ampliou-se também a consciência do grupo inserido no contexto.


Ao longo de mais de duas décadas, os membros envolvidos com o TSS perceberam que artistas não conseguiriam resolver ou diminuir, apenas com a arte, o drama de pessoas que vivem à margem da sociedade. Portanto, foram criados mecanismos e estratégias para cessar ou pelo menos, amenizar o sofrimento de pessoas que moram debaixo de pontes, viadutos e albergues, vítimas de uma exclusão extrema e invisibilidade.


COORDENAÇÃO DO TEATRO DA SOLIDÃO SOLIDÁRIA – MACEIÓ

Rafael Machado

Whatsapp: (82) 98701 1875

Dinah Ferreira

(Contato com a imprensa)

Whatsapp (82) 99683 1631

e-mail: dinartess@hotmail.com

COORDENAÇÃO NACIONAL

Márcia Ribeiro

(85) 99648 8227

Direção geral

Ivan Antonio

Whatsapp (71) 99314 970

e-mail: coordenacaonacionaltss@yahoo.com.br




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
pub-4556602817206729