pub-4556602817206729
 
  • Revista Alagoana

Jovem alagoano tem na maquiagem seu ofício profissional e artístico; tabu e autoaceitação



Texto de Bertrand Morais


Existem artistas que são aclamados, naturalmente, através do ofício artístico que desenvolvem e entregam à sociedade. Outros precisam lidar, primeiramente, com os tabus criados em crenças do que pode e o que não, para após todo um processo de aceitação, torná-los naturais ou quase, perante o coletivo. A arte da maquiagem feita por homens e/ou para eles é um desses exemplos.


Antônio Carlos da Silva nasceu e se criou numa cidade alagoana onde há uma lenda em que os bebês do sexo masculino que são de lá, tem dois possíveis destinos através de um punhado de barro jogado a parede pela mãe: quando fica grudado será músico, mas quando cai será pescador. Para o jovem de 21 anos, morador de Marechal Deodoro, nem um e nem outro, ele viu no ofício da mãe como cabeleireira o seu também. Hoje, além de cabelos, trabalha com design de sobrancelhas e maquiagens.






Mas como toda e qualquer arte, exigiu muita dedicação dele para adquirir as melhores técnicas e, por vezes, o apoio da própria mãe foi fundamental para até servi-lo de modelo para alguns experimentos. Um país LGBTfóbico, machista e racista como o Brasil, fez o jovem Antônio enfrentar também outros desafios, os quais de nada tinha a ver com o aprimoramento do seu trabalho.


A Revista Alagoana traz a entrevista com o jovem, que apesar da pouca idade, passou por transformações e autoaceitação para se ver maquiado sentindo-se bem com isso, e mais ainda, gerar arte em si próprio e em rostos alheios:


- Quem é o Antônio de hoje?


Antônio - Trabalho atualmente como vendedor em uma loja varejista com foco para o universo feminino (make, acessórios, produtos para cabelo e etc...), e também desenvolvo meus trabalhos extras como designer de sobrancelhas, maquiador e cabeleireiro. Sou muito sonhador, fica até difícil de falar aqui, preferindo até não falar. Sigo muito a máxima “o que ninguém sabe, ninguém estraga”. Por enquanto só eu e Deus sabemos!


- Você gosta de destacar que ao longo dos anos tem mudado bastante. Conta pra nós um pouco, quais foram as mudanças e como tem sido esse processo até aqui?


Antônio - Eu mudei tanto que nem consigo falar (rs). As maiores e mais visíveis são as mudanças físicas. Realmente, me sinto um camaleão em meio a tantas. Mas, as mudanças mais importantes e consideráveis para mim, são as interiores, que resultam realmente em quem sou hoje. Eu passei por desconstrução, seguido de aprendizados através de autoconhecimento. Esses três processos são longos, mas também são alcançáveis por todos.

A vida é um aprendizado e vive em constante mudança!


- De fato, você tem muito talento no trabalho com cabelo, sobrancelhas, maquiagem e, por vezes, torna-se um verdadeiro resultado artístico. O que representa para você exercer e finalizar cada serviço desses?


Antônio - É um sentimento de muita gratidão e orgulho. Gratidão por toda confiança dada pelos(as) clientes para comigo, e muito orgulho por ver o resultado final, após ter executado o meu trabalho com tanto amor e dedicação. Melhor ainda é ver no rosto da(o) cliente o olhar de satisfação; isso é impagável.


- Você também usa maquiagem em si mesmo constantemente. Como é para você se ver maquiado como homem numa sociedade ainda com tantos tabus?


Antônio – AAAAAAA, MEU AMOR! EU AMO ME VER MAQUIADO! AMO ME MAQUIAR!



Me sinto maravilhoso e inabalável. Em meio a tantos tabus existentes nessa sociedade, eu me sinto ainda mais forte maquiado e coloco minha make, cílios e batom pra jogo mesmo e olhe tronxo quem quiser. A sociedade machista e preconceituosa vai ter que aprender na marra que terá homem maquiado nas ruas sim!


- Assim como tantas outras manifestações artístico-culturais que conseguem transmitir mensagens à sociedade, qual simbolismo que você enxerga da maquiagem nos tempos atuais com tantas conquistas, mas com muitos preconceitos e tabus ainda existentes?


Antônio - O maior simbolismo no mundo da maquiagem é a própria arte como resultado. A arte de embelezar o outro, de fazer com que as pessoas se sintam lindas e maravilhosas. Expressar meus próprios sentimentos seja através da make artística ou tradicional.


- Você transparece ter uma relação amigável e saudável com sua mãe. De que forma essa conexão te ajuda a ser tão talentoso e confiante? Existem outras inspirações?


Antônio - Minha mãe foi minha inspiração para embarcar nesse universo da beleza. Mainha exercia a profissão de cabeleireira e eu cresci vendo o trabalho dela. Aprendi com ela muita coisa em relação à cabelos, mas procurei também outros meios na área da beleza. Foi aí que me encontrei no mundo das sobrancelhas. Por muitas vezes mainha foi minha cobaia (rs) nas primeiras maquiagens, como também nos primeiros designes de sobrancelhas. Ela sempre me apoiou e me incentivou no meu trabalho. Tenho também amigas como inspirações em minha vida. Joice e Yolanda são minhas maiores inspirações e também motivadoras em minha vida.


- Baseado na sua trajetória de vida até aqui, qual mensagem gostaria de deixar para todos nós que enfrentamos tempos tão difíceis?


Antônio - PERMITAM-SE SER, CONHECER, DESCOBRIR, APRENDER.

Primeiramente, se amar! Procurar estar com quem realmente te faz feliz e torce por você. Caso contrário, não mantenham pessoas negativas e tóxicas ao seu redor. Isso não irá te fazer bem. Faça o seu, faça o bem, e o universo te retornará com o que tu transmites. SEJAM FELIZES!

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
pub-4556602817206729