pub-4556602817206729
 
  • Revista Alagoana

"Posso dizer que ela já sabe de mim e do sucesso do nosso mashup", diz Danny Bond sobre Doja Cat



Coluna de Carol Amorim




Na leva das personalidades alagoanas que recentemente conquistaram o cenário nacional está a Rainha do Jacitinho, Danny Bond. Dona dos hits ‘PPK’, seu novo lançamento, e ‘Tcheca’ – que, inclusive, se tornou um viral na internet —, Danny retorna aos palcos após dois anos longe do contato físico com seus fãs e após conquistas importantes para a sua carreira. Para o seu retorno e inauguração da nova turnê, ela escolheu sua cidade, Maceió, que receberá o Baile da Bond neste sábado, 27, no Espaço Armazém, em Jaraguá.

Após o lançamento do EP Épica, lá em 2017, muita coisa mudou na vida de Danny Bond. Do Jacintinho para uma apresentação em um trio elétrico com Pabllo Vittar, passando pelo viral do mashup de ‘Tcheca’ com a música ‘Say So’, da cantora norte-americana Doja Cat, pelos quase 300 mil ouvintes mensais no Spotify, pelos 14 milhões de visualizações no Youtube e atingindo o 1º lugar no iTunes Brasil com as músicas ‘Traz o B’, ‘PPK’ e ‘Te Deixo Crazy’, Danny confessou que “a ficha ainda está caindo” diante do reconhecimento que atingiu pelo seu trabalho. Mesmo ainda sem acreditar nas recentes conquistas, Danny sonha alto e quer conquistar muito mais. Foi o que ela revelou no bate-papo para a coluna. Além de dar pistas sobre seus sonhos, Danny contou mais detalhes sobre o lançamento do seu próximo EP, sobre como se sente sendo uma figura representativa e deixou o mistério no ar quando foi perguntada sobre a vinda de Doja Cat ao Brasil, no ano que vem, para o festival Lollapalooza, em São Paulo. O bate-papo com a Rainha do Jacintinho pode ser conferido a seguir: - Danny, qual o sentimento que predomina agora, prestes a iniciar uma turnê, começando por Maceió, sua cidade, após a flexibilização dos eventos, após se mudar para São Paulo, e ter conquistado mais reconhecimento nacional? Passa algum filme pela sua cabeça?

Danny - Foram dois anos afastada dos palcos e fisicamente dos meus fãs. Estou muito ansiosa por este contato e tentando ficar calma. A cada conquista passa um filme na minha cabeça, tem horas que nem acredito que estou vivendo tudo isso e mesmo assim continuo vislumbrando mais possibilidades. - Além de ser uma apresentação na sua cidade, qual a principal diferença que você sente ao se apresentar para o público de Maceió?

Danny - Mesmo tendo muitos fãs em Maceió e sendo a minha cidade natal, não sou reconhecida aqui como sou em outros lugares, inclusive no eixo. - Você pretende realizar mais algum projeto aqui em Maceió? Tem algo encaminhado? Poderia nos revelar? Danny - Sim. Tem uma faixa no meu novo EP que é um feat. com um mestre de cultura popular e patrimônio vivo do estado. Ainda não posso contar! Então provavelmente eu venha fazer o material audiovisual com ele. - O que o público pode esperar da nova turnê? Danny - O público pode esperar um show com muita entrega e com novas músicas no set. - Além de PPK, alguma música do novo álbum será apresentada no show?

Danny - Ainda não. Estou em finalização do EP. Mas tem mais novidades que não tinha no antigo show. Tem Doja Cat, tem as Travestis. - O que seus fãs podem esperar do novo álbum? Vai ter feat? E já tem uma data de estreia?

Danny - O álbum tem uma identidade muito forte do Nordeste. Os ritmos produzidos pelo povo nordestino foi o mote pra esse novo trabalho. O EP será lançado no primeiro trimestre de 2022. - Danny, cheguei a me deparar com algum tweet seu falando sobre as pessoas que te criticam por cantar músicas que citam palavrões livremente. Essas críticas já te incomodaram mais em algum momento e como você encara isso hoje em dia? Danny - Não me incomoda. Sou segura no que faço. Como eu disse na entrevista para Blogueirinha: “É melhor fazer isso do que ser uma estatística!”. Meu trabalho me emancipou e me colocou em lugares que eu nunca imaginei estar e pra mim isso é o que importa. - Você esperava ter conquistado tudo o que você alcançou até agora? Como os índices nas plataformas de música, a campanha com uma fintech. Danny - Nunca, nunquinha! A ficha ainda está caindo! - Danny, a Doja Cat está prestes a vir ao Brasil, pro Lollapalooza, qual seria a sua reação se Tcheca tocasse no show? Ou até mesmo se a plateia cantasse durante a apresentação de Say So.

Danny - Eu já estou pronta para esse dia! Hahaha! - Podemos sonhar com uma aparição sua no show dela?

Danny - Só posso dizer que ela já sabe de mim e do sucesso da nossa mashup. - Como você se sente estando numa posição de destaque e sendo referência para outras artistas negras, trans e nordestinas?

Danny - Me sinto honrada e privilegiada por ser representação dentro de um sistema que trabalha pra nos matar. - O que a Danny Bond ainda sonha em realizar? Seja como artista ou apenas como Danny.

Danny - Ocupar todos os espaços, pois eu posso estar em todos!


foto: divulgação O início da nova turnê da Danny Bond, através do Baile da Bond, acontecerá às 21h deste sábado, 27, e o evento ainda contará com a apresentações de DJs, da banda Desejo de Belinha e de Maju Shanii, que lançou, na última quinta-feira, 25, a música ‘(Me fazer) tremer’, já disponível nas plataformas de streaming. Os ingressos para o Baile da Bond estão disponíveis on-line através do Sympla - https://bityli.com/y2WOm8 .

Para mais informações: (82) 99680-0808.






64 visualizações0 comentário
 
pub-4556602817206729