pub-4556602817206729
 
  • Revista Alagoana

Prestes a lançar novo projeto, MC Tha acredita que show em Réveillon de Maceió será muito especial



Cantora falou sobre inspirações, novos projetos e período de produção durante o álbum “Rito de Passá”


Coluna de Carol Amorim



Para embalar o Rito de Passá para 2022, a cantora paulistana MC Tha será uma das atrações principais em uma festa de Réveillon que será realizada em Maceió, o Réveillon NemVem. E nós aproveitamos a vinda da cantora para bater um papo sobre música, planos profissionais e expectativas para a passagem de ano na capital de Alagoas. Ela contou com entusiasmo que recebeu mensagens de fãs ansiosos por sua apresentação e que prepara um novo projeto musical para ser lançado em fevereiro.


Após o lançamento do seu primeiro álbum, “Rito de Passá”, em 2019, MC Tha passou a alcançar novos públicos, chegou a ser indicada na categoria Revelação do Ano no prêmio Multishow e seu álbum figurou nas listas de melhores daquele ano. Sendo, inclusive, registrado como um dos 25 melhores álbuns brasileiros do segundo semestre de 2019 pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Após relembrar a sequência de reconhecimento, Tha revelou que, na época, não tinha pretensão do álbum se tornar o melhor daquele ano ou de ganhar premiações, mas que entendia, ainda durante a produção, que o registro tocaria as pessoas de uma forma diferente.





“Não tinha pretensão dele ser o melhor álbum do ano e tal, de ganhar premiação, de enfim… Não era nada nessa grandeza, que eu acho até uma grandeza superficial, da gente botar um peso nas coisas que a gente produz somente para esse sentido de, sei lá, premiação, consagração, mídia, foto, capa de revista. Eu entendi que não ia ser isso, que ia ser um álbum que ia atingir, que ia chegar nas pessoas, que ia bater de uma forma diferente, disso eu tinha certeza”, contou a cantora.


Com a boa repercussão do álbum, MC Tha realizou diversos shows, foi confirmada em apresentações futuras, como uma turnê na Europa e show em grandes festivais, como o Lollapalooza, em São Paulo. Mas a pandemia surgiu e, assim como adiou o planejamento do mundo inteiro, também adiou os planos que a cantora já havia traçado. Para lidar com esse momento delicado, Tha contou que se apegou à própria fé e que não deixou de acreditar nos avanços científicos para que o momento pudesse ser superado.


“Todo os dias eu olhava as matérias para saber se já tinham descoberto algum remédio, alguma cura, alguma possibilidade de cura. E também [tive] essa fé espiritual, de entender de outra forma, de ter outra visão de tudo o que estava acontecendo e enfim só esperar que isso passasse e que todos nós fossemos poucos atingidos por tudo o que aconteceu. Mas também falo isso de um lugar de conforto. Eu estava num lugar confortável, tinha acabado de lançar o álbum, estava fazendo bastante show, aí eu já tava fazendo o meu pezinho de meia. Sou taurina, então, sou muito pé no chão”, disse Tha, que ressaltou, posteriormente, que nem todos os artistas tiveram esse privilégio, já que artistas conhecidos da cantora passaram por momentos “desesperadores”.


Ainda durante o isolamento, Tha começou a escrever as novas canções para o seu próximo álbum. Ela revelou que, no momento, está terminando de escrever essas canções, mas que segue nesse processo sem pressa. Ela também disse que está observando o mercado musical para retornar na hora certa.


Mas, enquanto o novo álbum não chega, Tha já prepara um projeto para anteceder a chegada do próximo álbum. Ela classifica esse projeto como “uma transição do Rito de Passá” e explica que ele contará com música e vídeo. O projeto será lançado em fevereiro.


Quando perguntada se o novo álbum terá elementos do “Rito de Passá” ou se será um álbum diferente, Tha disse que tudo o que ela faz está ligado de algum jeito e que o novo registro “bebe de um braço, de um galho de ‘Rito de Passá’, sim”.


“Eu acho que é o jeito que eu encontrei de não me perder, de eu conseguir amarrar os nós certinhos, para eu conseguir avançar para a próxima fase. Acho que é um álbum de fortalecimento mesmo, de fortalecimento que até eu tô precisando e que eu acho que as pessoas vão precisar. Precisam sempre, né, mas agora mais ainda, visto todas as coisas que tem acontecido socialmente, na politica”, disse Tha.



Com o primeiro álbum, a cantora mostrou que é influenciada por vários ritmos. Ela contou que sempre escutou música brasileira, que até hoje escuta grandes nomes como Alcione, Gilberto Gil, Dona Odete, Zeca Pagodinho, e que o registro desses artistas, como de tantos outros, inspiram novos cantores a adicionarem “camadas" às suas artes.


Além da música de grandes artistas nacionais, Tha também contou que a sua vivência como uma garota da periferia, a sua família vinda da Bahia, a história dos seus ancestrais e a sua fé (a cantora é Umbandista) também influenciam na sua música. E outro elemento adicionado por ela, em seu registro, foi a astrologia, um assunto que a cantora gosta e que está presente na canção “Despedida”, uma das mais queridas por seus fãs.


“Ela era uma música muito recente para mim. Era uma história de amor muito próxima ainda, então não queria colocar ela no álbum porque eu não tinha conseguido praticar a despedida, praticar o desapego de tudo que essa música dizia. (...) Aí no final quando eu fui ver, ela já tava dentro do álbum e foi a melhor coisa que o Pedrowl (produtor) pode fazer por mim porque no final de tudo ela é essa música divertida, né. Da gente entender as despedidas de uma forma leve também, né. Sem procurar um culpado. Tem essa brincadeira de colocar a culpa no signo, mas, enfim, nem no signo a gente tem que tá colocando a culpa mas é só pra gente se distrair um pouco e não procurar um culpado nas situações”, explicou a cantora.


Já sobre as suas expectativas para o Réveillon, em fazer a transição para o próximo ano se apresentando e numa região próxima ao mar, já que seu show em Maceió acontecerá na praia de Riacho Doce, Tha disse que acredita que o momento será muito especial e que recebeu mensagens de fãs ansiosos pela apresentação.


“Acho que vai ser muito especial, muito especial mesmo, de fato começar o ano trabalhando, começar o ano se movimentando e pedindo licença pra mim e para as outras pessoas que vão tá vibrando comigo. As pessoas estão me mandando mensagem, [dizendo] que tão ansiosas. Então, toda essa pré que a gente vai recebendo antes do show já vai somando e moldando também o que a gente quer levar pra cima do palco e o que a gente quer levar pras pessoas”, disse a artista.


Além de MC Tha, se apresentam no Réveillon NemVem a cantora revelação do ano, Marina Sena, e as alagoanas Naná Martins e o trio Lari, Lore e Laís. O evento também contará com a discotecagem do DJ Patricktor4, Tauí e FJSAN.





348 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
pub-4556602817206729